quinta-feira, 22 de março de 2012

DEPRESSÃO: MAL DO SÉCULO

Navegando aqui e ali, lendo postagens recentes de meus amigos sobre o tema atual do que vivo e que me invade o tempo todo nos últimos tempos, decidi dar uma folga prá ele, ou seja, o câncer. Por acaso deparei com um blog que sigo, e gosto muito da forma clara e até humorística de escrever da dona do mesmo, aliás, já disse isso aqui para alguns amigos, sobre admirar quem consegue fazer das letras a simplicidade do entendimento. Estou tentando ser menos erudita em meus textos e abordar mais leveza, informalidade, não sendo apócrifos em relação a estes, claro. Chamou-me a atenção um título sobre a depressão, e como convivo com essa outra enxerida há anos, não posso deixar de abordar sobre a mesma. Devo ser premiada, tive que experimentar as duas doenças que dizem ser o mal do século, infelizmente prá mim, pois prá quem nunca conviveu com uma depressão, não raro passa a tê-la depois de um diagnóstico de câncer, e como o amigo Jvianei disse, tenho que matar um leão a cada dia, que agora se multiplicou para dois, e deixar mais alguns amarrados para o outro dia, e faço questão de seguir o conselho desse amigo querido: estes procuro imaginar eles beeeem fraquinhos, magrelos mesmo, em decadência, que é para eu conseguir destruí-los bem facilmente. Fiquei impressionada como esta tal ainda é vista com tanto preconceito e pragmatismo , tal qual o câncer, que bem sabemos que conta com a ajuda da mesma de forma fatorial para desenvolvê-lo. Creio que existe uma imensidão de pessoas que vivem esse mal e não procuram ajuda de um profissional, simplesmente por não acharem que estão doentes. Depressão é sim uma doença que aborta todos os sonhos, todo dinamismo e vontade de viver, que mata toda energia que é sugada pela mesma, sorrateiro e gradualmente. É algo assustador e incompreensível até prá quem vive, pois quase sempre não existe um motivo que a justifique, antes é uma doença física com todos os sintomas psicológicos, pois uma vez instalada necessita de ajuda e ser tratada como tal, não é simplesmente uma tristeza, um mal estar esporádico e a melhora não é uma questão de disposição, é questão de equilibrar a química do excesso ou baixa nas substâncias do cérebro. Percebo que esse mal ataca geralmente pessoas muito ansiosas, pensantes ao extremo, e principalmente trifásicas. Dói muito quando alguém em sua estupidez e inexistência de conhecimento de causa, intitula como frescura e coisa de pessoa fraca quem a vive, e só quem vive enjaulado em ficção sabe entender o pânico que significa isso. Não pensem que isso são fatos da vida que não devem ser expostos, até porque não tem nada de glamour nisso, pelo contrário; mas entendam que é uma chaga que ataca mais do que se é divulgado, e existe a necessidade de uma conscientização para que se descubra o quanto antes, que como toda patologia, no início, tudo pode ser menos devastador. Não sei bem definir as consequências que nós mesmos podemos estar buscando, vida estressante, moderna e radical em suas emergências, mas creio que acima de tudo é algo que deve ser visto como uma deficiência que cresce e danifica vidas,relaconamentos, paralisa e destrói planos e expectativas de vidas. Psicólogos, psiquiatras , família e amigos são para essas horas, caso você ou alguém esteja passando por isso, antes de julgar ajude a encontrar o caminho do equilíbrio e felicidade. A dica está dada. Palavra de quem sabe o que é viver isso.
Beijos meus lindos e amados amigos,
Cris

14 comentários:

Roderick Verden disse...

Ontem mesmo tomei conhecimento que uma amiga virtual está deprimida. Isso me deixou chocado e aborrecido, pois ela é uma pessoa cheia de vida.

Eu sou um deprimido crônico. Não tomo remédios. Há anos que não faço terapia, e sigo tocando o barco...

Tudo de bom pra vc, Angel Love!

O SOL do amanhã... disse...

Cris, como sinto sua falta, vc não faz ideia da minha alegria qdo vejo que passou pelo meu jardim e lá deixou flores... sei bem como é essa danadinha, ela tbm é silenciosa e qdo damos conta geralmente o estrago elajá fez. Hoje recorro a remedios qdo preciso, pq não permito que ela tome conta de meu corpo,minha cabeça principalmente de minha alma.

Fica com DEUS amiga.Se cuida sempre viu e volte mais vezes me visitar...
Deixou aqui minhas flores pra vc tbm!!!

Solange disse...

Cris, é difícil lutar contra um inimigo o qual não enxergamos. Este difícil diagnóstico que tive, me encaminhou para a deprê, mas minha reação foi imediata pedir ajuda. É a tal da "ação e reação"....mas passa, com fé em Deus e em nosso amor pela vida.
Beijos da Sol

jvianei disse...

Olá Cris...
O que posso acrescentar à sua postagem é que, penso eu, que o primeiro passo a ser dado no combate à essa tal de depressão, que nem faço idéia do que é (ainda bem! rsrsrs), é admitir que ela existe e que está instalada. À partir disso, reunir forças e começar a lutar tbem contra ela. Penso que familia, amigos e Deus, são o tripé nessa guerra. Assim como tbem contra o câncer. Por outro lado, fica além da minha capacidade de compreenção, a sua afirmação que a essa altura do campeonato, depois de vitórias conseguidas na luta contra um câncer ainda assim, essa enxerida dessa depressão ainda campeia por ai... Forte abraço (obrigado pela menção de meu nome na postagem).

Angel love disse...

Olá Roderick, realmente já li textos seus que deixam claro isso, mas parece que você convive até bem, só não vale trancar em seu mundo individual e deixar de procurar ajuda se precisar. No meu caso, sempre fui muito extrovertida, dinâmica, diziam que eu era elétrica, e essa maldita me deixou uma pessoa medrosa, que se contenta em ficar em casa sem coragem de aventurar nas coisas mais triviais e necessárias, mas creio que o que estou vivendo agora veio me acordar, e agora estou meio inerte mas com causa, vai passar, vou lutar com todas as forças prá isso. À Propósito, dê muita força prá sua amiga, essa coisa pra maioria é simplesmente o vazio do vazio, e a compreensão, muitas vezes uma palavra faz muito a diferença.
Abração
Cris

Angel love disse...

Oi Fabiii, fico tão feliz quando consigo postar lá no seu cantinho,leio seus posts, mas nem sempre consigo comentar lá, aí comento aqui mesmo. Olha, vi que o Ricardo está com falta de ar, isso é normal prá quem faz quimio amiga, o meu problema é na mama e eu também às vezes tenho. Eu estou tão feliz esses dias que queria contar prá todos o que consegui (ainda não chegou,creio que até fim de semana)estou esperançosa com o remédio da planta avelóz (já ouviu falar?) vi inúmeros testemunhos de pessoas que foram curadas com ele, inclusive ca de pulmão e cérebro. Caso queira saber mais, é só me dizer viu? E quanto à 'danadinha', estou tentando dominá-la sem remédios, mas justo agora, penso que talvez seria preciso de ajuda. Mas sou forte, somos né? Já somos vitoriosas!
Beijos minha linda.

Angel love disse...

Oi minha amiga Sol, poisé, você disse tudo, essa danada é invisível, já sofri muito preconceito, pois as pessoas olhavam a mim, minha vida como é e não entendiam o porquê, mas como se nem a gente se entende? E você fez certíssimo, procurar ajuda, demorei muito até me convencer que estava doente, e agora luto contra os dois males, mas como disse acima, parece que estou fraquejando e não vou temer em buscar ajuda rapidão.
Feliz em saber que dia 17, ops, 18 próximo, estaremos com uma amiga lindona, de peitiolas lindos e poderosa, isso sim, vai levantar e muito seu astral, não vai ter espaço prá essa invasora!
Beijos lindona

Angel love disse...

Olá Jvianei, se todos tivessem a iniciativa da nossa amiga Sol, ou seja, procurar ajuda imediatamente, evitaria muita dor, muita vida antisocial, e muitos e inúmeros transtornos que essa coisa de deprê tráz; a ajuda de todos é muito bem vinda, mas como usei aquele seu termo (me desculpe, pois nem pedi autorização), é bem por aí, a própria pessoa tem que querer matar esses leões, sendo eles fortes ou fracos, e com certeza vou ter que matar uns quatro a cada dia, mas já estou vencendo-os. Sempre digo que agradeço a Deus por muitas pessoas não saberem e nem entenderem o que é essa coisa diabólica, bem como o câncer, porque, verdade, só quem já viveu esses males prá saber! Se eu pudesse por um stop, com certeza faria. Ah, quanto aos seus posts, não tenha medo de lutar pelo que é correto, e as pessoas tem é de admirar e auxiliar você na sua luta social, não se abstenha de estar perto delas e chegue de cabeça erguida e peito aberto, antes, essas autoridades que deviam ter vergonha de um ser nobre como você e passando pelo que você passa fazendo o que eles deviam fazer.
Abração

O SOL do amanhã... disse...

Cris em primeiro lugar quero dizer que já estou providenciando um abaixo assinado caso vc mencione novamente parar com o BLOG - EU TE PROIBO - POIS PRECISO DELE - PRECISO DE VC - SUA AMIZADE É ALGO IMPORTANTE DEMAIS PRA MIM - mesmo sabendo que ela não ficará restrita apenas pelo Blog - mais saiba que ele faz um bem danado pra uma porção de gente que nem sempre comentam mas a seguem com frequencia - no meu caso - diariamente...

Fico tranquila sobre a falta de ar, já que faz parte do processo da quimio e não do CA.

Nunca ouvi falar sobre essa planta, se puder me passa informações - sempre acreditei que a cura está nas ervas e de acesso a todos - o que nos falta é justamente o conhecimento - por isso admiro os indios...

Bjos, vc mora em meu coração!!!

O SOL do amanhã... disse...

Cris vc tbm ainda tem orkut????????? EBA somos duas então...

Me passa como te encontro no orkut....

Já estou mandando um e-mail ao Paulo para poder saber como faço para adiquirir essa planta...
Bjos

Angel love disse...

Amiga, pesquisei aqui e descobri um local melhor ainda prá você encontrá-la, veja meu último post. Ah, tenho orkut sim, participo de um monte de comu lá. Mas add meu e-mail aí (me envia convite) que depois a gente vê como você me acha no orkut, já sabe né,sou 'analfabites', rsrsrs vai aí, depois vou excluir ok?

criscass2010@hotmail.com

Beijos

Angel love disse...

Amiga, pesquisei aqui e descobri um local melhor ainda prá você encontrá-la, veja meu último post. Ah, tenho orkut sim, participo de um monte de comu lá. Mas add meu e-mail aí (me envia convite) que depois a gente vê como você me acha no orkut, já sabe né,sou 'analfabites', rsrsrs vai aí, depois vou excluir ok?

criscass2010@hotmail.com

Beijos

Dama de Cinzas disse...

Não tive câncer re morro de medo de ter, não por medo de morrer, mas medo do tratamento e tudo que o envolve.

Quanto a depressão, essa foi a minha companheira por boa parte da minha vida. de 1994 a 1998, foi o ápice, simplesmente me sentia impossibilitada para funcionar na vida. Mas felizmente consegui me livrar dela com tratamentos com o psiquiatra. Hoje em dia tenho episódios muito rápidos, que duram só alguns dias e eles se repetem com pouco frequência, então posso dizer que estou curada, mesmo sabendo que em matéria de depressão não se pode falar de cura.

Obrigada por visitar meu blog e cometar, desculpa a demora em vir aqui!

Beijocas

Angel love disse...

Dama, muito feliz em ver você aqui no meu cantinho, esteja à vontade aqui. Então você sabe bem o que é essa coisa louca de deprê, no meu caso tentei tudo, fui para a igreja, psicológos, psiquiatras, remédios e tudo mais, mas até hoje sinto resquícios e pior, sinto que o CA se apropriou do meu estado, ou seja, foi um dos fatores senão o mais forte. Como você mesma disse, apesar que prefiro crer que há cura sim, fique sempre antenada e qualquer sintoma procure ajuda correndo para isso nunca mais voltar a te perturbar. Vencendo o CA e esse momento ímpar, acho que estou pronta prá derrotar mais esse mal que insisti. Obrigada pelo comentário.
Beijos